Tudo o que é planejado é melhor e ajuda na praticidade do cotidiano. Com as cozinhas planejadas não poderia ser diferente.

Localização de objetos, gavetas, portas, espaços para eletrodomésticos, quando tudo isso é pensado a dinâmica da sua cozinha é otimizada e a vivência nela também.

Com a cozinha planejada se consegue aproveitar cada milímetro do espaço disponível.

Os benefícios vão da funcionalidade ao design. As cozinhas planejadas servem para tornar um ambiente mais prático, moderno e organizado.

Para sua execução, haverá inúmeras opções de acabamento, materiais e cores, o que trará ainda mais personalidade ao projeto. E falando nisso…

Cozinhas planejadas são sobre você

 

Não adianta ver uma imagem de uma cozinha planejada e a querer do mesmo jeito em sua casa.

As cozinhas planejadas, como diz o próprio nome, devem ser pensadas por cada um de acordo com as suas próprias necessidades e com o seu uso no dia-a-dia.

O projeto dependerá do tamanho do espaço da cozinha, do gosto do cliente, da localização da casa, da frequente ou não utilização da cozinha, entre outros detalhes que surgirão.

As dicas que aqui seguem não são regras e nem imutáveis. Elas dependerão do seu cotidiano e da forma que você melhor achar que funcionará no seu caso.

Planeje e pesquise

 

O primeiro passo a se tomar quando você decide que fará sua cozinha planejada é… Planejá-la e pesquisar.

Procure por arquitetos e designers para planejarem a cozinha no espaço disponível, empresas e marceneiros que façam o trabalho, pesquise modelos de referência para se inspirar (como os da galeria acima), conheça as vantagens de cada material e pense no principal: onde cada coisa deve ser localizada.

As principais coisas a serem pensadas são as seguintes:

      • medidas do espaço da cozinha;
      • localização de canos e instalação elétrica;
      • localização do fogão ou cooktop;
      • localização da geladeira;
      • localização da pia/cuba;
      • localização do microondas (com espaço para que haja circulação de ar);
      • localização e armazenamento de eletroportáteis;
      • medidas de cada eletrodoméstico;
      • definir a área seca e a área molhada da pia;
      • disposição dos armários e a finalidade de cada um deles;
      • disposição de gavetões, gavetas, portas e prateleiras;
      • localização de talheres, louças, panelas e outros utilitários;
      • material, textura e cor da bancada;
      • material, textura e cor dos armários;
      • material e modelos das ferragens;
      • material e modelos dos metais;
      • haverá ou não uma coifa/exaustor;
      • haverá ou não um compartimento para lixo embutido;
      • entre outros detalhes.

Tudo isso deve ser pensado por você visualizando o seu dia-a-dia, novamente. Caso pareça uma tarefa complexa, não hesite em pedir ajuda a um profissional da área.

Iluminação

Ter uma iluminação que não crie sombras é fundamental. Caso seja necessário, insira pontos de luz abaixo dos armários suspensos para trazer luminosidade à pia e ao balcão.

Pense que objetos a serem utilizados na preparação da comida devem permanecer mais próximos ao fogão e da área seca da pia, como panelas e temperos.

Faqueiros devem ficar em locais de um bom e prático alcance às mãos, enquanto talheres podem ficar próximos à área onde será servida a comida.

Outra dica é reservar locais no armário para guardar eletroportáteis e ferramentas de cozinha que não sejam utilizados frequentemente. Assim, o visual do ambiente ficará mais limpo e mostrará ser mais organizado.

Escolha as cores da cozinha e dos móveis planejados pensando na sensação que você irá passar nela. Caso o espaço seja pequeno, evite cores escuras, já que tendem a diminuir o ambiente.

Fonte: hometeka.com.br

 

EnglishPortugueseSpanish
WhatsApp chat